sábado, 5 de maio de 2012

FRANQUIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO  MATRIZ - ACADEMIA MOVE UP FITNESS
Rua pereira nunes, 271 - Bairro Tijuca - RJ
Contato: (21) 3042-5242
Professor Paulinho Pagels (021) 8087-9989
pagelsmma81@hotmail.com

TREINOS DE  BJJ - SEGUNDAS E QUARTAS (21:00 - 22:00)

TREINOS DE BOXE - K1 SEGUNDAS E QUARTAS (20:00 - 21:00)

REGIÃO SUL FLUMINENSE - RIO DE JANEIRO




ACADEMIA DA COLINA  - VOLTA REDONDA
Rua Benedito Fonseca (rua Q), n° 380 - Bairro Morada da Colina - VR
Contato: (24) 3343-8067
Instrutor: Dr. Eduardo Tadeu


DOJÔ MESTRE ELI FABIANO - VOLTA REDONDA

Rua Sebastião P. Damato, n° 237 - Bairro Cidade Nova (Jardim Belvedere) - VR
Contato: (24) 9833 - 8701
Instrutor: Eli Fabiano



UNIDADES INTERNACIONAIS

ECUADOR - CUENCA PROVINCIA DEL AZUAY


CENTRO DE ENTRENAMIENTO DE MMA - PADRE E HIJO












VIDEO - AULA / PAGELS BJJ - MMA



BRAZILIAN JIU-JITSU

MESTRE PAGELS & PROFESSOR PAULINHO PAGELS

BRASIL - RIO DE JANEIRO















MIXED MARTIAL ARTS


MESTRE PAGELS & PROFESSOR PAULINHO PAGELS







PAGELS MIXED MARTIAL ARTS

QUEM SOMOS:

Somos uma Equipe Internacional localizada na cidade do Rio de Janeiro - Brasil onde oferecemos o sistema de ensino em Mixed Martial Arts (M.M.A), Teórico - Prático - Franquia (T.P.F) onde o aluno interessado em aprender MMA somente como praticante até a sua formação em instrutor nacional e/ou internacional. Em caso do interessado já ser um instrutor de alguma arte marcial se interessar em ser um dos nossos representantes a PAGELS MMA oferece todo o suporte teórico e prático em sua matriz e com isso o membro desta receberá DVDs didáticos por vídeo aula com as informações técnicas necessárias para a sua atualização e irá avançando tecnicamente em seus conteúdos técnicos. Oferecemos ao nosso Franquiado toda a documentação necessária para poder ser um instrutor de M.M.A, realizar eventos, seminários, exames de faixa e etc.... (consultar o regulamento interno da PAGELS MMA).
A PAGELS MMA foi criada em 12 de dezembro de 2009 na cidade de Cuenca - Equador pelo Professor Paulinho Pagels nascido na cidade do Rio de Janeiro, atual faixa preta 3° grau em Brazilian Jiu - Jitsu (BJJ) e Submission  Diplomado pela Federação Estadual de Jiu-Jitsu do Estado do Rio de Janeiro FJJRIO - BRA, Instrutor de Boxe graduado pela Federação de Boxe do Estado do Rio de Janeiro  BRA FBERJJ, Instrutor de K-1 e M.M.A na Cidade do RJ e Cuenca - Ecuador.
Professor Paulinho Pagels possui a Graduação Universitária em Bacharel em Fisioterapia desde 2005, onde trabalha na reabilitação de atletas de M.M.A desenvolveu o método RAMMA  de Reabilitação no Atleta de MMA.
Iniciou a pratica do BJJ desde os 05 anos de idade com o seu pai e Mestre Paulo Wesley Lopes atual faixa preta 5° grau em BJJ, Campeão Brasileiro e Internacional de BJJ, tambem graduado pela FJJRIO e Instrutor de Boxe FBERJ e M.M.A.
O Gran Mestre Paulo Wesley é o fundador da EQUIPE PAGELS DE BRAZILIAN JIU - JITSU desde 1993 (visite www.pagelsbrazilianjiujitsu.blogspot.com.br) graduado pelo Gran Mestre Francisco Mansur 9°grau Faixa Vermelha (Referência Mundial em BJJ) - Formado pelo Mestre Maior em BJJ HÉLIO GRACIE 10° (in memorian) fundador principal do BJJ.
O Mestre Paulo Wesley conhecido como "MESTRE PAGELS" criou o método de formação de Instrutores e Professores em BJJ e Submission Nacional e Internacional onde atualmente existe representantes nos seguintes países BRA - ECU - EUA - AUS Atualmente o Mestre Pagels é o Presidente da Equipe Pagels Internacional de BJJ.
A PAGELS MMA é uma criação do PROFESSOR PAULINHO PAGELS   sendo do seguimento não só de BJJ mas como 100%  M.M.A & Fisioterapia, treinamento funcional e reabilitação de atletas com representantes TOTALIZANDO 04 PAÍSES REPRESENTANTES. OSSS

VISÃO - MISSÃO - OBJETIVOS

Levar a todo o praticante e/ou instrutor de M.M.A os ensinamentos básicos e fundamentais para a sua prática e/o ensino. Fazer com que o representante saiba os conhecimentos do BOXE, K-1, SUBMISSION e BJJ tornando  prática e eficaz maneira correta de utilizar estas artes marciais com o Método  da Equipe PAGELS e a devida essência do M.M.A tanto para amadores quanto para os profissionais.

Saber M.M.A requer conhecimento - prática e doutrina de duas ou mais artes marciais com trocas de informações  e combinações de ambas. Desde a sua origem de combates de pé ou em solo com a finalidade de alcançar 02 objetivos principais:
 knouckout  - finalização de pé /ou solo.  (Professor Paulinho Pagels) Osss.


Obtenha já a uma franquia PAGELS M.M.A (consultar em arquivo do blog "Obter Franquia " Teremos o maior prazer em oferecer os nossos serviços.

pagelsmma81@hotmail.com

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

ANATOMIA E BIOMECÂNICA APLICADA EM ATLETAS DE BRAZILIAN JIU JITSU

ANATOMIA E BIOMECÂNICA 
APLICADA EM ATLETAS DE BRAZILIAN JIU JITSU



Por: Dr. Paulo Pagels - Crefito 2 85847 F


 O CORPO HUMANO
  ANATOMIA E BIOMECÂNICA DO APARELHO LOCOMOTOR
RELAÇÃO BIOMECÂNICA X GOLPES DE  BRAZILIAN JIU JITSU E SUBMISSION
Por. Dr. Paulo Pagels Fisioterapeuta – CREFITO 2 85847 F

Planos e Eixos Movimentos Articulares
 Gerais 

Movimentos das Articulações Específicas

A análise dos movimentos depende de uma descrição correta dos movimentos
articulares que constituem cada padrão de movimento. A compreensão desses
movimentos em relação ao plano e ao eixo que são encontrados, é de grande
importância para médicos, fisioterapeutas, educadores físicos, técnicos de esportes,
treinadores de atletismo, coreógrafos, bailarinos e outros profissionais da área da saúde,
devido formar a base na elaboração de um programa de atividades e uma melhor
localização das partes do corpo.
Os movimentos ocorrem através de planos imaginários e em eixos
perpendiculares ao movimento e por convenção os movimentos articulares são definidos
com relação à posição anatômica, que coloca o corpo ereto com os pés unidos, membros
superiores ao lado do corpo e as palmas olhando para a frente.
Na posição anatômica, o corpo é referenciado de acordo com três planos mutualmente ortogonais:





O Plano Sagital, divide o corpo simetricamente em partes direita e esquerda.
As ações articulares ocorrem em torno de um eixo horizontal ou transversal e incluem
os movimentos de flexão e extensão.





O Plano Coronal ou Frontal, divide o corpo em partes anterior (ventral) e

posterior (dorsal). As ações articulares ocorrem em torno de um eixo ântero-posterior

(AP) e incluem a abdução e a adução. 





O Plano Transversal ou Horizontal divide o corpo em partes superior

(cranial) e inferior (caudal). As ações articulares ocorrem em torno de um eixo

longitudinal ou vertical e incluem a rotação medial – lateral e pronação de supinação.




Os termos que descrevem os movimento podem ser usados para várias
articulações em todo o corpo, sendo que alguns termos são específicos para certas    GERAIS

Flexão: movimento no plano sagital, em que dois segmentos do corpo (proximal e
distal) aproximam-se um do outro.



Extensão: movimento no plano sagital, em que dois segmentos do corpo (proximal e
distal) afastam-se um do outro. Quando esse movimento ultrapassa a posição anatômica
é chamada de Hiper extensão.





Abdução: movimento no plano frontal, quando um segmento move-se para longe da
linha central (média) do corpo.

Adução: movimento no plano frontal, a partir de uma posição de abdução de volta à
posição anatômica, podendo até ultrapassa-la – Adução além da linha média.

Circundução: movimento circular de um membro que descreve um cone, combinando
os movimentos de flexão, extensão, abdução e adução.

Abdução Horizontal: movimento no plano horizontal afastando-se da linha mediana do
corpo.



Adução Horizontal: movimento no plano horizontal aproximando-se da linha média do

corpo.



Rotação Externa: movimento no plano horizontal, em que a face anterior volta-se para

o plano mediano do corpo.

Rotação Interna: movimento no plano horizontal, em que a face anterior volta-se para
o plano lateral do corpo.

REGIÕES ESPECÍFICAS

CINTURA ESCAPULAR E ARTICULAÇÃO DO OMBRO

Elevação: movimento no plano frontal onde a escápula move-se no sentido superior
(para cima ou cranial).

Depressão: movimento no plano frontal onde a escápula move-se no sentido inferior
(para baixo ou caudal) ou retorno a posição inicial antes da elevação.

Rotação Superior: movimento no plano frontal onde a escápula gira superiormente , ao
mesmo tempo que se afasta da linha mediana e se eleva.

Rotação Inferior: movimento no plano frontal onde a escápula gira inferiormente, ao
mesmo tempo que se aproxima da linha mediana e se deprime.

Anteposição do ombro: movimento no plano horizontal em que o ombro é direcionado
para frente.

Retroposição do ombro: movimento no plano horizontal em que o ombro é
direcionado para trás.

Escapulação do ombro: movimento recentemente estudado, adiante do plano frontal
(30º/40º) associado a flexão e a abdução.


ARTICULAÇÃO RADIOULNAR 


Pronação: movimento no plano horizontal, onde o rádio gira internamente sobre a ulna
resultando na posição da palma da mão para baixo.

Supinação: movimento no plano horizontal, onde o rádio gira internamente sobre a ulna
resultando na posição da palma da mão para cima.

PUNHO E MÃO


Flexão radial (desvio radial): movimento no plano frontal, onde a mão afasta-se da
linha mediana do corpo. (abdução do punho)

Flexão ulnar (desvio ulnar): movimento no plano frontal, onde a mão aproxima-se da
linha média do corpo ou volta a posição anatômica depois de uma flexão radial. (adução
do punho)

Oposição do polegar: movimento no plano horizontal, em que ocorre a aproximação
das polpas digitais (polegar em relação aos demais dedos) e envolve uma combinação
de abdução, circundução e rotação.

Reposição do polegar: movimento no plano horizontal, em que ocorre o afastamento
das polpas digitais, é o inverso da oposição.


COLUNA 

Rotação: movimento de giro, ocorre no plano transverso.
Flexão lateral: movimento no plano frontal, em que a cabeça ou o tronco lateralmente
afastam-se da linha mediana.

Redução: movimento no plano frontal, onde ocorre o retorno da coluna vertebral à
posição anatômica.

PELVE 


Anteroversão: movimento no plano sagital, onde a pelve inclina-se para a frente, logo a
espinha ilíaca ântero-superior anterioriza-se à sínfise púbica.

Retroversão: movimento no plano sagital, onde a pelve inclina-se para trás, logo a
espinha ilíaca ântero-superior posterioriza-se à sínfise púbica.

Inclinação D/E: movimento no plano frontal, em que ocorre uma elevação da crista
ilíaca em relação ao lado contrário.

Rotação D/E: movimento no plano horizontal, em que ocorre uma anteriorização da
hemipelve em relação ao lado contrário.


TORNOZELO E PÉ


Flexão Dorsal ou Flexão do Tornozelo: movimento no plano sagital, onde o dorso do
pé movimenta-se no sentido da tíbia anterior.

Flexão Plantar ou Extensão do Tornozelo: movimento no plano sagital, onde a planta
do pé afasta-se da tíbia.

Inversão: movimento no plano frontal, ocorre quando a planta do pé é girada para
dentro ou medialmente.

Eversão: movimento no plano frontal, ocorre quando a planta do pé é girada para fora
ou lateralmente.

JOELHO E QUADRIL


Flexão: movimento no plano sagital, em que dois segmentos do corpo (proximal e
distal) aproximam-se um do outro.

Extensão: movimento no plano sagital, em que dois segmentos do corpo (proximal e
distal) afastam-se um do outro. Quando esse movimento ultrapassa a posição anatômica
é chamada de Hiperextensão.

Abdução: movimento no plano frontal, quando um segmento move-se para longe da
linha central (média) do corpo.

Adução: movimento no plano frontal, a partir de uma posição de abdução de volta à
posição anatômica, podendo até ultrapassa-la – Adução além da linha média.

Circundução: movimento circular de um membro que descreve um cone, combinando
os movimentos de flexão, extensão, abdução e adução.

Abdução Horizontal: movimento no plano horizontal afastando-se da linha mediana do
corpo.

Adução Horizontal: movimento no plano horizontal aproximando-se da linha média do
corpo.

Rotação Externa: movimento no plano horizontal, em que a face anterior volta-se para
o plano mediano do corpo.

Rotação Interna: movimento no plano horizontal, em que a face anterior volta-se para
o plano lateral do corpo.

ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR 


Depressão da mandíbula: movimento no plano sagital, em que a mandíbula move-se
para baixo. (abertura da maxila)

Elevação da mandíbula: movimento no plano sagital, em que a mandíbula move-se
para cima. (fechamento da maxila)

Desvio lateral: movimento no plano horizontal, em que a mandíbula desvia-se
lateralmente para a direita ou para a esquerda.

Protração da mandíbula: movimento no plano sagital, em que a mandíbula move-se
para frente.


Retração da mandíbula: movimento no plano sagital, contrário a protração onde a
mandíbula move-se para trás.

Diducção: movimento circular da mandíbula, sendo uma combinação de todos os seus
movimentos.


O conhecimento dessa terminologia proporciona um melhor entendimento dos movimentos biomecânicos para a execução de um golpe articular. Proporcionando aos professores, árbitros e atletas o entendimento do mecanismo de ação dos golpes.

LESÕES EM ATLETAS DE JIU JITSU E SUBMISSION

A RELAÇÃO DOS GOLPES ARTICULARES DE JIU JITSU/ SUBMISSION
  RESPECTIVOS MECANISMOS DE LESÃO
Por: Dr. Paulo Pagels
INTRODUÇÃO
O JIU JITSU
O Jiu Jitsu é um esporte milenar. É considerado um esporte intelectualizado devido à sua complexidade, sendo que os seus movimentos obedecem a uma ordem crescente de controle e inteligência. Além, de ser parte integrante da educação e ser um esporte paliativo das tensões psíquicas.A pratica do Jiu Jitsu favorece o desenvolvimento físico, visto que os seus movimentos podem ajudar no controle motor atuando na psicomotricidade e no condicionamento dos reflexos.

GOLPES RELACIONADOS

Os golpes do Jiu Jitsu se dividem em quedas, torções, estrangulamentos, pressões e imobilizações. Os principais golpes de torção envolvidos com a pratica do Jiu Jitsu são as chaves de ombro e as de joelho, que podem ser classificadas da seguinte forma:



a) Chave de ombro: envolve a articulação glenoumeral e apresenta como mecanismo de ação são os movimentos de abdução + rotação externa ou interna + flexão do cotovelo. (O termo "Chave" é denominado pelo mecanismo que se ultiliza com uma chave para abrir algo).


1-

2-

3-

1-Chave de braço America
2-Chave de braço com a perna
3-Chave de Omoplata


b) Chave de Cotovelo: envolve a articulação úmero radial e rádio ulnar, apresenta como mecanismo de ação os movimentos de extensão do cotovelo + hiperextensão da articulação úmero radial + pronação de antebraço ou supinação do mesmo.

GOLPES COMUNS X LESÕES DE COTOVELO

1-

2-

3-

4-

1-Chave de braço Armlock (voador)
2-Chave de braço Volante
3- Armlock na montada
4- Armlock na guarda

c) Chave de Bíceps: envolve a articulação rádio ulnar e seus mecanismos de ação são a flexão de cotovelo entre 45º e 90º + invergadura do ossos rádio e ulna + pressão sobre o osso úmero (onde se localiza o músculo "bíceps" por isso o golpe leva esse nome).

Golpe relacionado:


                             Chave de bíceps na guarda



d) Chave de Punho: envolve as articulações rádio cárpica , ulnar cárpica e metacarpica seus mecanismos de ação são flexaõ ou extensão de punho + disvio radial ou ulnar + inversão ou eversão dos metacarpos.

e) Chave de joelho: envolve a articulação fêmur tibial e apresenta como mecanismo de lesão a extensão de joelho + rotação interna ou externa da tíbia + abdução ou adução da articulação coxofemural.
Golpe relacionado:



Chave de joelho (Kneelock),conhecido como Leglock.



f) Chave de Tornozelo: envolve as articulações tíbio tárcica e metatárcica e seus mecanismos de ação são extensão de tornozelo + inversão ou eversão do ante pé.

Golpes relacionado:





Chave de tornozelo ou Mata Leão de Pé
OBS: É muito importante que os professores de Jiu-Jitsu, árbitros e atletas saibam o verdadeiro mecanismo de ação dos golpes aplicados. Desta forma todos os envolvidos neste esporte devem ter  um conhecimento básico de anatomia , biomecânica e de primeiros socorros. Assim se torna mais completo , pois não adianta lutar sem estudar. As lesões ocorrem 90% durante a execução do golpe, além saber quando intervir em favor sua integridade física e de seus atletas.

Dr. Paulo Pagels Fisioterapeuta responsável pela Equipe Pagels Jiu-Jitsu, faixa preta 3º grau e treinador INTERNACIONAL de MMA.